Postagens

Onde está a nossa alegria?

Imagem
O que verdadeiramente alegra o seu coração? São João Batista tinha claro para si que a sua alegria era ver o crescimento do Cristo. Quando ele soube que as pessoas que seguiam Jesus estavam aumentando a cada dia, ele exclamou: “Esta é a minha alegria, e ela ficou completa. É necessário que ele cresça, e eu diminua” (Jo 3, 29-30). Todos temos algo que nos faz sentir realizados, que nos faz ter ânimo de viver. Mas uma coisa é certa, temos que aprender com João Batista, que não coloca a alegria dele em si mesmo. Acredito que aí está o segredo da alegria, saber depositar a própria alegria em algo que está além de si mesmo. Acredito muito que uma pessoa se realiza mais, quando a sua vida não está centrada em si, quando não fica presa à sua própria vida e é capaz de doá-la para um projeto maior. Assim como fez João Batista, que depositou sua alegria no crescimento do Cristo que é a realização da promessa, e assim como fez Jesus que doou a sua vida para o projeto do Pai.   Jesus veio pregar a…

Vocação ao amor

Imagem
A vocação que recebemos de Deus nunca é isolada, ela sempre se dá num contexto de comunidade. Nunca é para si próprio, ela sempre é um dom para ser oferecido à comunidade. O chamado que Deus nos faz é de sermos o seu povo, por isso toda vocação é um compromisso, um engajamento, uma participação. Toda tendência ao individualismo e ao fechamento é a negação da essência da vocação humana e cristã. O ser humano, de fato, foi criado para a sociabilidade, para a comunhão. O cristianismo desde o início se realiza na busca pela fraternidade. Por isso a vocação cristã é um convite a amar, a servir e a relacionar-se com o próximo na fraternidade. Vocação é comunicação, é tomar parte ativa na construção do Reino. Não é isolamento, busca de satisfações, de realização pessoal, ou de projetos pessoais, mas é o dar a vida pela defesa da vida, como o bom pastor que dá a vida por suas ovelhas (cf. Jo 10,11). A inspiração para a vida fraterna parte da essência de Deus que é trino - Pai, Filho e Espírito…

Recomece

Imagem
Quando a vida bater forte e a sua alma sangrar Quando esse mundo pesado lhe ferir, lhe esmagar É hora do recomeço, recomece a lutar

Quando o mal for evidente e o amor se ocultar Quando o peito for vazio e o abraço faltar É hora do recomeço, recomece a amar

Quando tudo for escuro e nada iluminar Quando tudo for incerto e você só duvidar É hora do recomeço, recomece a acreditar

Quando você cair e ninguém lhe amparar Quando a força do que é ruim conseguir lhe derrubar É hora do recomeço, recomece a levantar

É preciso um final pra poder recomeçar Como é preciso cair pra poder se levantar Nem sempre engatar a ré significa voltar

Remarque aquele encontro, reconquiste um amor Reúna quem lhe quer bem, reconforte um sofredor Reanime quem tá triste e reaprenda na dor

Recomece! Se refaça! Relembre o que foi bom Reconstrua cada sonho, redescubra algum dom Reaprenda quando errar, rebole quando dançar

E se um dia lá na frente, a vida der uma ré Recupere a sua fé e recomece novamente (Bráulio Bessa / Thathi)

Igreja - Testemunha do Ressuscitado

Imagem
Deus não se encontra lá em cima, nos céus, distante de nós. Ele se encontra peregrinando com o povo sofrido. Isso nos mostra a Bíblia, na vivência da libertação, conforme testemunha a mais antiga tradição israelita: Deus é experimentado como salvador e libertador da situação de escravidão no Egito. E na Teologia do Novo Testamento, onde Deus também é apresentado como salvador.O Evangelho de João, por exemplo, nos apresenta o Cristo que se encarna e assume a história humana como verdadeiro protagonista. Em Cristo, Deus caminha com os pobres e com os doentes, alimentando a todos, curando e libertando. Portanto, tanto no Antigo como no Novo Testamento,o lugar para se encontrar com Deus não é “lá nas alturas”, fora do mundo, mas sim na história humana, ou melhor, nas dores e nos sofrimentos de todos aqueles que vivem na periferia do mundo. Diante da manifestação salvadora de Deus, a resposta humana ou a vocação fundamental do ser humano, antes de qualquer coisa, é o chamado a acolher o dom …

Imagens que nos ajudam

Imagem
Na nossa relação com Deus, sempre partimos de uma imagem que fazemos dEle. Isso acontece, não só com relação a Deus, mas em qualquer relacionamento pessoal: criamos uma imagem da outra pessoa dentro do nosso entendimento e, a medida que a vamos conhecendo, podemos mudar essa imagem ou não. Portanto, criar uma imagem de alguém é normal e necessário para estabelecer uma relação, mas o problema é quando nos apegamos à imagem que criamos e não nos abrimos a revelação que a pessoa faz de si mesma. Podemos facilmente ficar prisioneiros a essa imagem e sacrificarmos a novidade da revelação do outro em nome da imagem que dele ou dela fizemos. Se prestarmos atenção, na nossa relação com Deus, também há o risco de ficarmos presos à imagem que fazemos dEle e sacrificarmos a novidade da revelação que Ele faz de si mesmo. Formamos uma imagem de Deus e depois queremos que Ele se encaixe na imagem que fizemos. Para que isso não aconteça, é importante estar atento e aberto ao que Deus nos revela com …

Santidade é Amar

Imagem
O Concílio Vaticano II nos devolveu a certeza de que todo ser humano é vocacionado à santidade. E essa santidade está profundamente relacionada com o cotidiano e com a prática concreta da vida de cada dia. Para ser santa, a pessoa não precisa fugir do seu estado de vida ou da sua profissão. A santidade é vivida exatamente através do compromisso com a sua condição humana e cristã. A vocação à santidade consiste na resposta ao apelo divino por meio do seu estilo de vida. (cf. Lg 39) Aqueles e aquelas que experimentam a ternura e a misericórdia do Pai são convidados a comunicar essa experiência através do próprio modo de viver. Um estilo de vida que faz com que a beleza do amor seja visível para todos. A vocação à santidade, dentro da perspectiva bíblica assumida pelo Vaticano II e reafirmada agora pelo Papa Francisco, não tem aquelas conotações moralistas de uma ascese que nasceu de um certo espiritualismo de fuga. O mais importante na santidade é o dom, é a graça. Por isso, a Igreja e n…

O Principal é a Vida

Imagem
Jesus contou uma parábola interessante sobre um fariseu e um cobrador de impostos que sobem para orar. O fariseu reza de pé, seguro, a sua consciência não o acusa de nada, pois cumpre fielmente a lei, por isso dá graças a Deus, pois quem poderia se considerar um santo senão ele? Quanto ao cobrador de impostos, pelo contrário, retira-se para um canto e nem se atreve a elevar os olhos. Sabe que é pecador e sabe também que não pode mudar de vida. Não pode deixar o seu trabalho e nem devolver o que roubou. Por isso nada promete. Só se pode abandonar à misericórdia de Deus: “Meu Deus, tem piedade de mim, que sou pecador”. Ninguém quer estar no seu lugar, pois Deus não aprova sua conduta. Mas inesperadamente, Jesus conclui a parábola com a seguinte afirmação: “Eu vos declaro: este último voltou para casa justificado e o outro não”. Jesus causa surpresa a todos, pois abre um mundo novo, que rompe todos os esquemas de religião. Deus concede a sua benção a um pecador que se abandona à sua mise…

O Projeto de Jesus

Imagem
Qual seria o núcleo da mensagem de Jesus? O que Ele mais queria no mundo? Sabemos que Ele se dedicou em curar a vida das pessoas, curar a convivência social e oferecer o perdão de Deus a todos os seus filhos e suas filhas. Estas linhas de força configuram o projeto de Jesus de abrir caminhos para o “Reino de Deus”, um mundo mais digno e mais são, mais humano e mais feliz, conduzindo a todos para a plenitude da vida. O povo viu, em Jesus, um grande profeta que pôs em marcha um projeto renovador: uma maneira nova de entender e de viver a vida. O seu anúncio é: Deus está a introduzir-se na história humana. “O Reino de Deus está próximo. Convertei-vos e acreditai na Boa Notícia”. O coração da sua mensagem, a paixão que animou toda a sua vida e também a razão pela qual foi morto é o “Reino de Deus”. Esta mensagem comunica que Deus quer construir juntamente conosco uma vida mais humana, um mundo mais justo e feliz para todos, começando pelos últimos; por isso nos convida à conversão, pois t…

Unir-se ao grito

Imagem
Jesus, quando grita para o Pai o seu sentimento de abandono: “Meu Deus, meu Deus, por que me abandonastes”, na verdade está impulsionado pelo próprio Pai para denunciar a situação de injustiça. Jesus traz, no seu grito, o clamor de todo o povo por libertação e Deus sempre intervém com a vitória para todos os que O buscam e confiam nEle, Ele dá a glória da ressurreição para todos aqueles que clamam junto com Jesus na cruz. “Na cruz, Ele exerce um ministério de representação do povo humilhado; é a encarnação do povo oprimido e rejeitado pelos que deveriam ter a missão de salvá-Lo”. O clamor de Jesus revela algo muito importante na vida do Cristão. O grito do povo oprimido não é um simples grito, é um grito de quem confia em Deus, de quem reconhece o Senhor como defensor e guardião da justiça. Para o teólogo Comblin, o clamor do povo tem grande força porque é Deus mesmo que está por detrás desse grito. “Na realidade, o povo rompeu nesse grande clamor, porque o Espírito de Deus sus…

Alegra-te

Imagem
“Alegra-te” foi a primeira coisa que Maria ouviu quando soube ser a escolhida para uma missão. “Alegra-te” é, então, a primeira palavra de Deus a toda criatura ao lhes oferecer a salvação. Tal alegria, portanto, vem da experiência do “Deus conosco” que Maria acolhe em seu ser, uma alegria que nasce da fé. Assim, todos nós podemos nos unir a Maria para acolher o salvador e, junto com ela, nos alegrar, pois quando Deus é acolhido com fé, Ele nos revela o caminho da felicidade plena. “A felicidade só pode senti-la a alma, e não a razão, nem o ventre, nem a cabeça, nem o bolso” (Hermann Hesse). Maria, quando soube que sua prima Isabel estava grávida, foi visitá-la, e o encontro delas foi marcado por uma grande alegria. É interessante perceber que quando a vida é fundamentada na fé, traz, como marca, a gratidão a Deus, pois se reconhece a sua ação no cotidiano e o quanto se é cuidado e amado por Ele. Como consequência disso, percebe-se que acontecimentos como a gravidez e o nascimento de um…