Pular para o conteúdo principal

Deus quer a justiça


As mãos dos que rezam
e trazem ofertas
não se descuidem
de fazer a justiça.

Não pode ser verdadeira
a oração daquele que explora.
O Senhor abomina a oferta
das mãos que estão cheias de sangue.

Não pode ser verdadeira
a oração do omisso,
o Senhor abomina a oferta
do coração que não ama.

Paremos de trazer oferendas vazias!
Elas não têm valor!
O Senhor quer a justiça.

Enquanto houver um pobre
caminhando no mundo,
Deus aí estará
caminhando com ele,
e os que estão com os pobres
caminham junto de Deus.


Instagram: @sabordafe

Twitter: @PeFagnerCSsR

Comentários

  1. Poema a ser meditado. Excelente reflexão!

    ResponderExcluir
  2. Padre Fagner. Sim . Que Deus no de sabedoria para poder servir

    ResponderExcluir
  3. Pe. Fagner, que lindo!!!
    Hoje mesmo, ouvi um padre falando na televisão que o cristão não pode ser hipócrita, pois, se assim for, ele estará rasgando a Bíblia.
    Parabéns por esta reflexão.

    ResponderExcluir
  4. Perfeita reflexão!
    " Não pode ser verdadeira a oração daquele que explora..."
    Infelizmente essa hipocresia é histórica: os "senhores distintos " tinham em uma mão o terço e na outra a chibata!
    E, infelizmente, ainda hoje vemos tantas ofertas vazias por aí... a pandemia está servindo para mostrar que muita gente sempre "usou máscaras " e agora estão mostrando a verdadeira face do egoísmo e desamor!
    Que Deus nos proteja do vírus do desamor disfarçado de " boas intenções "!
    Parabéns Pe. Fagner e obrigada por partilhar conosco suas poesias, orações e reflexões!

    ResponderExcluir
  5. Que Deus nos livre desse pecado.
    Todos nós cristãos, somos chamados a participar do grande mutirão do cuidado com a Vida dos excluídos e empobrecidos,
    submetidos a miséria, fome,morte.
    Falta-lhes terra, teto, trabalho .
    Falta-lhes saúde, pão, alegria.
    Ajuda-nos, Senhor, a salvar vidas, pelo compromisso de nossa Fé!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Top 10 da semana

Pedimos a tua benção

Rabuni

Assim é Maria

Hosana ao Rei!

Socorrei-nos, ó Maria

Em tuas mãos, Senhor

A despedida

Tocar as feridas

És o bom pastor

Vamos à luta